Notícia

Codecon aciona Coelba sobre locais para pagamento de fatura

Codecon aciona Coelba sobre locais para pagamento de fatura

A Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), notificou a Coelba para que apresente esclarecimentos sobre o fim do convênio com a Caixa Econômica Federal. O contrato permite o pagamento do boleto em casas lotéricas e, desde a suspensão do serviço, são constantes as reclamações de consumidores sobre espera no atendimento de, em média, uma hora em pontos comerciais para efetuar o pagamento da fatura de energia elétrica.

 

Além disso, a diretoria também solicitou a empresa comprovação de que dispõe de outros meios para que todos os consumidores soteropolitanos possam realizar o pagamento das faturas sem mais problemas, percalços ou prejuízos de ordem material.  Para o diretor da Codecon, Alexandre Lopes, essa notificação se faz importante para tentar garantir o direito básico do cidadão de usufruir, de forma adequada e eficaz, do serviço essencial de energia elétrica.

 

“A apresentação da oferta de estabelecimentos credenciados para efetuar o pagamento da fatura se faz necessária, em especial para os consumidores que residem em localidades remotas ou carentes do município e que não são atendidas pela rede bancaria”, pontuou o gestor. Em áreas populosas da cidade, como o bairro da Liberdade, a Codecon registou filas enormes com espera de atendimento até mesmo superior a uma hora.

 

Decorrido o prazo de dez dias para a manifestação da Coelba sobre as questões citadas, a Codecon irá analisar as justificativas e documentos apresentados. Caso as informações não sejam satisfatórias, a Coelba responderá a um processo administrativo, podendo sofrer multa que pode variar de R$600 a R$6 milhões.

 

A diretoria alerta também para que os consumidores que se sentirem lesados procurem a Codecon através do telefone 156, do portal Fala Salvador ou do aplicativo Codecon Mobile, disponível para aparelhos Android e iOS.

Entrevista

Uma nova forma de consumir

Uma nova forma de consumir

O consumo colaborativo pode mudar o sistema de produção e economia globais? Para a pesquisadora Ana Cirne Paes de Barros, o mais provável é que as práticas hegemônicas continuem a existir, mas novas formas de consumo se espalhem de forma independente, proporcionando maior autonomia aos consumidores. 

Artigo

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

Pedágio da Via Bahia: 21,6% de aumento, 100% de desrespeito

No Natal de 2016 os baianos receberam um belo presente da concessionária Via Bahia, que administra rodovias federais no estado: o aumento do pedágio em 21,6% na BR-116 e 16% na BR-324. Os reajustes foram autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Vídeos

Rachel Botsman

Autora do livro "O Que é Meu é Seu - Como o Consumo Colaborativo Vai Mudar o Nosso Mundo", Rachel Botsman diz que estamos conectados para compartilhar. Em 15 minutos, ela tenta te convencer que o consumo colaborativo é o caminho.



Enquete

Você é a favor da legalização dos jogos de azar?


Ver resultado

Se ligue

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Sua conta veio alta? Confira o que pode vampirizar sua energia

Chuveiro na posição "inverno" consome 30% mais. Banhos mais curtos ajudam a economizar até 40%. Geladeira em má condição consome até 70% da conta do mês. Em casa ou no escritório, tire os aparelhos eletrônicos da tomada quando estão fora de uso, principalmente televisão, aparelhos de DVD/Blue-Ray e de som.